Revisar Pesquisa Secundária: Importantes desafios

A listagem inicial de clippings e notícias foi cunhada por fontes que nós monitoramos constantemente.
Nós adoraríamos ver os seus clippings aqui também! Por favor, use o botão edit this page para adicionar mais páginas, ou adicionar comentários sobre como ou por que você acha que eles são importantes ou não. Pedimos a você para determinar itens que acredita serem importantes para nós, como eu fiz aqui digitando 4 caracteres til (~)-- - Sam Sam May 25, 2015. Isto vai nos ajudar a selecionar os artigos e determinar quais ressoam mais fortemente para o Comitê como um todo.

Recommended Reading


  • Academics Can Change the World – If They Stop Talking Only to Their Peers - cyrne cyrne Apr 14, 2017
    https://theconversation.com/academics-can-change-the-world-if-they-stop-talking-only-to-their-peers-55713
    O autor argumenta que é preciso oferecer incentivos para encorajar os acadêmicos a compartilhar suas pesquisas com o público em geral. É crucial produzir inovações e pesquisas acadêmicas de qualidade e é igualmente importante comunicar as ideias ao mundo em geral, sem se limitar ao mundo acadêmico.- cristiana.mattos cristiana.mattos~Ainda tem um agravante - o pesquisador brasileiro nem tem alcance global por não publicar em inglês, deixando ainda mais limitado o acesso a suas pesquisas e a colaboração internacional. - rodrigo_de_Alvarenga rodrigo_de_Alvarenga Jun 14, 2017 entendo e concordo parcialmente com os comentários da Cristiana, contudo não gostaria de criar qualquer problemas mas muitos dos pesquisadores brasileiros não produzem pesquisas que justifiquem a publicidade. Adicionalmente, precisamos absorver o fato de que o mundo está conectado e jamais seremos considerados relevantes se não mudarmos o quadro no que se refere a publicações internacionais. Em relação a dar maior visibilidade, aqui temos um outro ponto que valeria a pena discutir, o quão distante a pesquisa no Brasil está do mercado, diferentemente de mercados maduros onde a inovação acontece muitas vezes via parcerias e negócios entre Universidades e empresas.
  • The Challenges of Supporting BYOD Culture on College Campuses
    http://blog.examsoft.com/the-challenges-of-supporting-byod-culture-on-college-campuses/
    Enquanto a tecnologia e a aprendizagem se tornam mais integradas e os estudantes usam mais dispostivos no campus, as Instituições de ensino superior se preparam para questões de segurança, acesso e custos de infraestrutura. - cristiana.mattos cristiana.mattos~Infraestrutura continua sendo um enorme desafio no Brasil. Mas o caminho BYOD ainda é o mais plausível para a nossa realidade. - rodrigo_de_Alvarenga rodrigo_de_Alvarenga Jun 14, 2017 Concordo plenamente, as Universidades no Brasil precisarão oferecer a infra, não é possivel que se pense em reduzir as distâncias entre os estudantes no Brasil e em países como USA, EU, Inglaterra, Australia, Nova Zelândia, Canadá, etc, com o tipo de infra que oferecemos aqui, onde em geral se conectar a internet ainda é um tema não resolvido.
  • In Brazil the For-Profit Giants Keep Growing
    https://www.insidehighered.com/blogs/world-view/brazil-profit-giants-keep-growing
    O Brasil está passando por um período de profunda crise econômica e uma das consequências é a redução da disponibilidade de empréstimos estudantis oferecidos pelo Fundo de Financiamento Estudantil (FIES), um programa subsidiado pelo governo federal. Enquanto isso, uma fusão das duas maiores empresas de educação com fins lucrativos leva a discussões sobre como garantir a qualidade apesar da redução dos incentivos para demonstrar a qualidade prestada e do fato de o objetivo de lucrar favorecer salas de aula maiores, levar à alta rotatividade de professores mal pagos e padrões e expectativas acadêmicas mas baixas para evitar desistências por parte dos alunos.- cristiana.mattos cristiana.mattos Apr 23, 2017Bastante significativa esta movimentação. - rodrigo_de_Alvarenga rodrigo_de_Alvarenga Jun 14, 2017 esse é um ponto de reflexão relevante. Talvez por conhecer e visitar com frequência Universidades em outros países, eu acabe tendo um ponto de vista polêmico a esse respeito. Sem dúvida é fundamental que sejam definidos padrões mínimos de atuação e que haja uma fiscalização quanto ao cumprimento dos mesmos, mas não vejo salas maiores como um problema (vide USA, EU, etc) e rotatividade de Professores também é um assunto muito delicado que exige uma avaliação mais aprofundada, até porque podemos também avaliar a questão de Professores que não possuem experiência profissional efetiva e levam para sala de aula discussões que muitas vezes não encontram eco na realidade profissional que os alunos enfrentam. Portanto, aqui seria necessária uma separação entre o que seria relevante para a educação e nesse sentido o que mais importante seria o resultado final para o aluno, de outro lado, as questões relacionadas ao novo perfil da profissão e suas consequências.
  • Innovating for Change in Higher Education
    http://www.the-report.com/reports/brazil/education-in-brazil/innovating-for-change-in-higher-education/
    A fim de permanecer competitivo no setor de educação e atender às necessidades de mudança dos estudantes, as universidades e instituições brasileiras sem fins lucrativos devem investir em soluções tecnológicas de aprendizagem e engajar-se em colaborações internacionais.- cristiana.mattos cristiana.mattos Apr 23, 2017Aspecto muito relevante a ser discutido mas ainda um processo muito moroso em muitas universidades. - rodrigo_de_Alvarenga rodrigo_de_Alvarenga Jun 14, 2017 Internacionalizar as Universidades tem um problema intrínseco derivado de que nossos alunos não falam inglês e a maioria de nossos professores também não, portanto como internacionalizar algo se o material humano não está preparado para tal. Falando de internacionalização em si, temos várias dificuldades que derivam do nosso sistema não utilizar modelos de grading, honors, major & minor, etc, ainda mais importante o perfil do estudante que aqui tem um menor de desenvolvimento de certos habilidades matemáticas e de compreensão de textos e redação, isso sem falar no baixo índice de leitura. Se formos muito francos, nosso modelo está muito mais para um processo que garante um certificado que servirá como check list para busca de um emprego no mercado de trabalho (não estou pessoalizando nem personalizando em nenhuma instituição, apenas apontando um tema comentado por alunos, professores, em eventos, etc.
  • Making the Grade – Challenges to Higher Education in 2016
    http://www.servicecontrol.com/2016/making-the-grade-challenges-to-higher-education-in-2016/
    Os sete desafios enfrentados pelo ensino superior a partir de 2015, de acordo com um estudo da Deloitte, incluem: expectativas mais altas por parte dos alunos; custos em alta e mudanças no sistema de financiamento; demanda por novas tecnologias; e a necessidade de se voltar a pesquisas sustentáveis. - rodrigo_de_Alvarenga rodrigo_de_Alvarenga Jun 14, 2017 na mosca!
  • Is SciELO a Publication Favela?
    http://www.emeraldcityjournal.com/2015/07/is-scielo-a-publication-favela/Esse artigo explica o processo de compactação e distribuição de plataformas de publicação digital acadêmica. O governo brasileiro planeja aumentar a exposição do conteúdo acadêmico brasileiro, que estava suspensa por questões relacionadas a licitação de editoras.
  • London Book Fair 2015: Brazil’s Race to Digital
    http://www.publishersweekly.com/pw/by-topic/international/london-book-fair/article/66097-brazil-s-race-to-digital-digital-spotlight-2015.html
    Os desafios da venda de livros digitais no Brasil incluem a falta de grandes agregadores para distribuição digital e a incerteza regulatória na taxação de e-books. Editores educacionais aguardam orientação do governo sobre os requisitos do conteúdo digital.- cristiana.mattos cristiana.mattos Apr 23, 2017Um retrato real da dificuldade de adoção de livros digitais no Brasil.
  • Opinion: Why Colleges Should Take the Lead in Learning Analytics Development https://www.edsurge.com/news/2016-05-17-why-colleges-should-take-the-lead-in-learning-analytics-development
    O autor defende uma abordagem mais democrática à análise da aprendizagem (learning analytics). “A análise da aprendizagem não pode ser deixada aos pesquisadores, aos líderes de TI, ao corpo docente , ao reitor ou a qualquer outro grupo isoladamente. Cabe às instituições encontrar uma maneira de fazer da análise da aprendizagem uma iniciativa de equipe, reconhecendo que a expertise relevante é encontrada em muitas formas e em muitos lugares.
  • Role of E-Learning in Higher Education in Latin America
    http://www.thedialogue.org/blogs/2016/04/role-of-e-learning-in-higher-education-in-latin-america/
    O acesso à educação por grupos tradicionalmente excluídos aumentou. 68% por cento das instituições de ensino superior afirmam que o e-learning tem beneficiado moradores rurais, 53% reportam que o e-learning beneficia as mulheres, 50% dizem que o e-learning beneficia grupos de baixa renda e 38% declaram que dizem que o e-learning beneficia pessoas com deficiência. No entanto, o credenciamento continua sendo um obstáculo à meta de garantir uma educação de qualidade. Apenas um terço das instituições de ensino superior têm todos os seus programas credenciados pelo governo federal. Apenas 26% das universidades acreditam que o e-learning que oferecem se concentra em conhecimentos específicos desejados pelos empregadores. Os custos associados aos sistemas de e-learning são altos e os custos de desenvolvimento e operacionais de programas de e-learning não são cobertos por 38% e 25% das instituições de ensino, respectivamente. - cristiana.mattos cristiana.mattos~Recomendo olhar o Censo EAD da ABED para dados mais específicos do Brasil.- silviane silviane Apr 23, 2017 - rodrigo_de_Alvarenga rodrigo_de_Alvarenga Jun 14, 2017 Esse ponto precisa ser desmistificado!! E-learning não resolve o problema da qualidade da educação, apenas do acesso. Ou seja, você escala o acesso para muitas pessoas sem a necessidade de presença física e de infra, concentrando a produção em algum local específico. Os custos de entrada são grandes mas se diluem numa venda que demanda menos custos ao longo do processo vindo a gerar um payback acelerado caso a instituição consiga escalar as vendas. Contudo, o problema é que o conteúdo é produzido geralmente com baixa ou média qualidade, mas devido ao desconhecimento das instituições quanto a operar nos mercados digitais, a regulação e demora nos processos de credenciamento e ao fato de estarem produzindo conteúdo num formato mais atual mas com a mesma abordagem mantém a dinâmica de garantir graduandos que chegam ao mercado desatualizados e com pouco a oferecer. O ensino a distância não resolve qualidade se for executado com o modelo mental atual, precisamos discutir isso com mais atenção.
  • Should Colleges Really Eliminate the College Lecture? - cyrne cyrne Apr 14, 2017 http://www.theatlantic.com/education/archive/2016/07/eliminating-the-lecture/491135/
    Esse artigo cita uma meta-análise demonstrando que as aulas tradicionais aumentaram as taxas de reprovação em 55%, ao passo que o aprendizado ativo — ou, em outras palavras, métodos de ensino mais interativos do que as aulas tradicionais — resultaram em notas mais altas e uma redução de 36% nas taxas de reprovação. O artigo também esclarece como palestras e aulas tradicionais, se bem conduzidas, podem empolgar e inspirar, levando os alunos a uma jornada intelectual. - cyrne cyrne Apr 14, 2017- cristiana.mattos cristiana.mattos~Este artigo mostra bem que habilidades de oralidade não devem ser abandonadas. Precisamos parar de fazer escolhas "ou", abandonando boas estratégias para determinados objetivos, e ir mais em direção a escolhas "e", aproveitando o melhor das estratégias, não precisando abandonar uma para adotar a outra. - rodrigo_de_Alvarenga rodrigo_de_Alvarenga Jun 14, 2017 Excelente!
  • Your Course Accessibility Checklist
    https://campustechnology.com/articles/2016/03/30/your-course-accessibility-checklist.aspx
    Esse artigo salienta a importância de incorporar a acessibilidade ao conceber os cursos e descreve em linhas gerais como isso pode ser feito.