Internet das Coisas


A Internet das Coisas conecta o mundo físico com o mundo das informações pela web. Isso é feito pelo TCP/IP, o conjunto de normas que possibilita as conexões de rede e especifica como as informações são enviadas da miríade de conexões contidas na rede e recebidas por essas conexões. O TCP/IP foi concebido na década de 1970 por Vinton Cerf e Robert E. Kahn. O advento do TCP/IP v6 em 2006 incluiu enormes novos recursos de endereçamento à Internet e possibilitou aos objetos e às informações que eles podem conter em sensores ou dispositivos conectados serem endereçáveis e pesquisáveis na Web. Esse espaço de endereçamento expandido é particularmente útil para rastrear objetos voltados a monitorar equipamentos ou materiais sensíveis, compras em pontos de venda, controle de passaportes, administração do estoque, identificação e outras aplicações similares. Chips embutidos, sensores ou minúsculos processadores incorporados a um objeto permitem que informações sobre o objeto, como custo, idade, temperatura, cor, pressão ou umidade, sejam transmitidas pela Internet. Essa simples conexão possibilita o gerenciamento remoto, o monitoramento do status, o rastreamento e alertas no caso de os objetos aos quais eles foram incorporados estiverem em perigo de serem danificados ou de estragar. Ferramentas tradicionais da web possibilitam anotar nos objetos descrições, imagens e conexões com outros objetos bem como quaisquer outras informações contextuais.

INSTRUÇÕES: Escreva suas respostas na questão abaixo. Isto é mais facilmente feito ao mover o cursor para o fim do último item, pressionando RETURN para criar um novo item de lista. Por favor, inclua URLs sempre que puder (URLs completas serão automaticamente convertidas em hyperlinks; por favor, digite-as integralmente ao invés de usar a ferramenta de link na barra de ferramentas).
Por favor, "assine" cada uma de suas contribuições ao marcá-las com o código de 4 tils (~) em uma linha para que possamos acompanhar você, caso precisemos de informações adicionais ou de exemplos – isto produz uma assinatura quando a página é atualizada, tal como: - Sam Sam Jul 17, 2014

Arquitetura avançada de sistema
A rede digital e as máquinas inteligentes exigem uma arquitetura de computação que as tornem viáveis para a universidade e sociedade como um todo. A solução são as chamadas arquiteturas neuromórficas ultra-eficientes. Estas são alimentadas por field-programmable gate arrays (FPGAs), possibilitando maior velocidade e eficiência energética. Sistemas construídos em FPGAs funcionarão como cérebros humanos permitindo que as capacidades avançadas de “aprendizado de máquina” se espalhem por todos os endpoints da Internet das Coisas, tais como casas, carros, relógios de pulso e até mesmo seres humanos.

Rede de aplicações e arquitetura de serviço
Possibilitada por serviços de aplicativos definidos por software, essa nova abordagem permite desempenho em escala web, flexibilidade e agilidade. Universidades e Empresas de TI devem desenvolver novas arquiteturas modernas que entreguem na Cloud aplicações ágeis, flexíveis e dinâmicas.

Plataformas da Internet das Coisas (IoT)
A IoT complementa a rede de apps e a arquitetura de serviço. A gestão, segurança, integração e outras tecnologias são a base para construir, gerir e manter elementos na IoT. As universidades já estão trabalhando intensamente nestas plataformas para que estas arquiteturas e tecnologia tornem-se realidade. Qualquer setor que abrace a IoT necessitará desenvolver uma estratégia de plataforma adequada.
[Nota do Editor: comentarios criado por stela.piconez e movida aqui do IP3]

(1) Como pode esta tecnologia ser relevante para o setor educacional que você mais conhece?

  • adicione sua resposta aqui
  • adicione sua resposta aqui

(2) Quais temas estão faltando da descrição acima que você considera importante?

  • adicione sua resposta aqui
  • adicione sua resposta aqui

(3) O que você vê como o impacto potencial desta tecnologia no aprendizado, ensino ou investigação criativa?

  • adicione sua resposta aqui
  • adicione sua resposta aqui

(4) Você tem ou conhece algum projeto sendo trabalhado nesta área?

  • adicione sua resposta aqui
  • adicione sua resposta aqui

Please share information about related projects via our NMC Horizon Project submission form.